Eu acho bom demais fazer ensaios longos por diversos motivos. Existe uma dimensão de coisas que a gente não diz quando conhece uma pessoa, mas que acaba transparecendo com o convívio. Isso é lógico, todo ser humano se relaciona e, por isso mesmo, sabe a diferença entre intimidade e superficialidade.

É essa a magia desse e de alguns outros ensaios que eu mostro aqui. Adentrar na vida da pessoa, conhecer a maneira como ela sorri e é séria, as músicas que ela ouve, as piadas que faz, como ela gosta do café, como ela faz o risoto e o molho de tomate, como é a luz da casa dela, como ela decora cada cômodo, como ela não se importa ou se importa com coisas.

Esse ensaio da Winnie Bueno é um dos meus preferidos da vida toda. Eu editei ele e minha cabeça ficou cantando Tigresa, do Caetano Veloso, alternando com Retratos e Canções, da Sandra de Sá (mulheres intensas).

Linda demais e eu grata demais por esse dia, por essas fotos, por esse trabalho que me permite conhecer pessoas e como a luz toca nelas.